segunda-feira, 14 de maio de 2012

Oração a Baco

Deus da ebriedade, Baco, adorado Toque sua música, sensual, cativante Enquanto caminhamos, passos largos, Ao abismo, encantado, da saciedade. Toque sua flauta demoníaca, Que seduz a mais formosa Das Helenas recatadas. Na noite que reina voluptuosa, Dê-nos seu vinho mais forte Pra produzir efeito amargo, Deixar-nos num estado De felicidade desdenhosa. Coloque à mesa um banquete! Qual festim do pecado primeiro, Engana-nos por inteiro e faz morrer a saudade, o desterro.

Nenhum comentário:

Postar um comentário